domingo, 24 de outubro de 2010

Engomado

Percebo que há
Em tudo que faço
um pouco daquilo e disto
O terno-padrão me encaixota
Mas me deixa vistoso
assim que o visto!

Percebo que há
em tudo que faço
ônus e bônus
O nó da gravata nada mais é
que apoio para o queixo
enquanto durmo no ônibus!

Percebo que há
em tudo que faço
viés e revés
Os sapatos nada mais fazem
que me escaparem
após calçá-los aos pés!

Um comentário :

LETRAS-UNICID-2010 disse...

Nossa, muito bom! que orgulho!